Translate

segunda-feira, 11 de março de 2013

OS DEZ CÉUS DE ENOQUE - parte 2 - OS SETE CÉUS





Como vimos na matéria anterior, Enoque foi levado aos dez céus, observando e descrevendo com detalhes tudo oque via e ouvia neles, e este assunto sobre os “céus” me trouxe à memoria um outro assunto não menos importante e tão curioso quanto as viagens de Enoque, a questão dos "Sete Céus" em algum momento de nossas vidas já ouvimos referências  ao sétimo céu , seja na religião, na  tv , revistas, música, e por ai vai, sempre houve uma referência a respeito do assunto, e sempre relacionado a algo bom e positivo, faça uma pesquisa e comprove. Em se tratando de religião temos fatos realmente interessantes sobre os Sete Céus,  principalmente a respeito do sétimo, que por sinal será o foco deste post .
A Bíblia afirma em várias passagens que a terra repousa sob sete pilares. "Estes são os Sete Céus que estão entre nós e o Trono da Glória do Altíssimo".
Segue abaixo algumas das referencias bíblicas que trazem tais afirmativas:
"1 Samuel: 2:8 - Levanta do pó o pobre, do monturo eleva o necessitado, para os fazer sentar entre os príncipes, para os fazer herdar um trono de glória; porque do Senhor são as colunas da terra, sobre elas pôs ele o mundo.
Salmos 75:3 - Dissolve-se a terra e todos os seus moradores, mas eu lhe fortaleci as colunas.
Jó 9:6-9 -o que sacode a terra do seu lugar, de modo que as suas colunas estremecem; o que dá ordens ao sol, e ele não nasce; o que sela as estrelas; o que sozinho estende os céus, e anda sobre as ondas do mar; o que fez a ursa, o Oriom, e as Plêiades, e as recâmaras do sul."
O número sete simbolicamente representa a completude perfeita em referências bíblicas, como nos sete dias da semana, os sete olhos e chifres do Cordeiro de Deus no Apocalipse, a sétima geração de Adão, Lamech , e também Enoque que andou com Deus.
Vários céus fazem parte da cultura judaico-cristã, sendo também parte das
crenças muçulmanas, bem como a cultura persa e babilônica que afirma que os céus são morada e/ou habitação das deidades.
Os persas em particular concebiam o sétimo céu como a morada do criador que ficava ali sentado em um imenso trono branco cercado de querubins.
A literatura Judaica Merkabah e Heichalot discutiu detalhes destes céus, algumas vezes conectada às tradições relacionadas com Enoque.
Os Apóstolos João e Paulo, o Profeta Isaías, Enoque em seu livro apócrifo, no livro de Gênesis e o Talmude afirmam que a divisão celestial se estabelece da seguinte forma,vejamos:

Judaismo:

o trono de Deus em Araboth

1° Vilon (וילון)
2° Raki'a (רקיע)
3° Shehaqim (שחקים)
4° Zebul (זבול)
5° Ma'on (מעון)
6° Machon (מכון)
7°Araboth (ערבות)

"O sétimo é o mais elevado de todos os Céus. Encontram-se nele os tesouros da vida, da paz e da bênção, além do Bem da Justiça e a Caridade. Em Aravoth habitam as almas de todos os justos e as almas dos que estão destinados a nascer além do sopro de vida com que Deus vai ressuscitar os mortos  ainda segundo a tradição judaica, o sétimo céu é onde os Ofanins (ou Tronos na mitologia cristã) e os Hayyoth (ou Serafins na mitologia cristã) residem."

Temos também referencias aos sete céus no Islamismo:


a ascensão de Maomé(Muhammad) ao 7°céu
1° Rafi' (رفیع)
2° Qaydum (قیدوم)
3° Marum (ماروم)
4° Arfalun (أرفلون‏)
5° Hay'oun (هيعون‏)
6° Arous (عروس)
7° Ajma' (عجماء)
 
sendo o sétimo descrito como a morada de Deus. O sétimo céu é uma expressão usada pelos cristãos para denotar felicidade ou bênção extrema, como em “estou no sétimo céu”.  No Islã temos o relato que após dirigir-se à Masjid al-Aqsa em Jerusalém, Muhammad ascendeu através dos sete céus até a presença de Deus, e no sétimo céu o profeta Muhammad encontrou o profeta Abraão;


No Hinduísmo:
              
Bhoor-Loka (भूर्लोक )
Bhuvar-Loka (भुवर्ल)
Svar-Loka (स्वर्लोक)
4° Mahar-Loka (महर्लोक)
Jana-Loka (जनलोक)
Tapa-Loka (तपलोक)
Satya-loka (सत्यलोक)
Aqui, o sétimo céu é o mais alto dos céus, chamado de Morada da Verdade onde vive o “Supremo Deus-Criador” (Brahma)


O Antigo Testamento, bem como a tradição judaica especulava a existência de  3, 5, 7 ou 10 céus. É interessante notar, aliás, que em hebraico o termo "céu" é sempre empregado no plural (=céus, shamayim) no AT, enquanto que a Septuaginta (tradução grega do AT hebraico) e o Novo Testamento usam o termo às vezes no singular (=céu, oupxos) e outras vezes no plural (=céus, oupavoi).
No caso dos judeus em específico, verifica-se que a sua tradição de "sete céus" encontra-se apoiada por escritos apócrifos, como o Livro de Enoque, o Apocalipse de Baruc e o Testamento dos Doze Patriarcas, além de outras fontes que podem muito provavelmente terem sido influenciadas pela cultura persa e babilônica ,que professavam a crença nos sete céus - durante o período de Cativeiro.
Talvez em razão da "antiguidade" dessa tradição judaica, acabou sendo"importada" para o islamismo (v. Alcorão, Sura 41,12) e para alguns círculos cristãos, entre eles o nosso já conhecido Santo Irineu de Lião, que em sua obra "Demostração da Pregação Apostólica" escreveu, no cap. 9
"(...) Este mundo é rodeado por sete céus, nos quais habitam inúmeras potências, anjos e arcanjos, que asseguram um culto a Deus todo-poderoso e criador do universo. (...)”
Santo Irineu de Lião (130-202 d.C.)
Estes são alguns exemplos, que citam os sete céus ,mas porque sete? E os dez céus descritos por Enoque?
Pois bem, ai vamos nós, Enoque relatou a viagem que fez através dos dez céus (planetas) contando desde o primeiro a partir do sol (Mercúrio) até o décimo (Nibiru), já no judaísmo eles contavam apartir do ponto de vista da terra, onde logicamente o primeiro céu para eles corresponde ao planeta Marte vemos que existem algumas coisas em comum, entre os céus de Enoque e os que são descritos no judaísmo,por exemplo; no livro de Enoque consta que no 5° céu (jupiter), é onde estão aprisionados os “Grigori”, que seriam os lideres da rebelião celeste, já no judaísmo estes, estão no 2° céu, a partir do ponto de vista deles, lembrando que eles contam do ponto de vista da terra, logo o 2°céu judaico (Júpiter), corresponde ao 5°de Enoque!
O nome do décimo céu visitado por Enoque é Aravoth, e na tradição judaica o sétimo céu se chama Araboth!, ou seja são o mesmo lugar!Lembre-se, que Enoque começou sua viagem indo para o primeiro céu (Mercúrio) depois o segundo, terceiro e assim por diante, se deixarmos para trás os três primeiros, céus de Enoque, Mercúrio, Vênus e Terra, e começarmos a contar a partir do quarto céu de Enoque (Marte) teremos esta equação celeste resolvida, vejam o esquema feito por mim logo abaixo:


Por tanto nesta conta dos sete céus judaicos, o primeiro céu seria Marte (Vilon), o segundo Júpiter (Raki'a), seguidos por, Saturno (Shehaqim), Urano (Zebul), Netuno (Ma'on) , Plutão (Machon) e por fim o décimo céu NIBIRU (Araboth) onde seria a morada de “Deus” e segundo os achados sumérios, NIBIRU é o lar dos seres chamados de ANUNNAKI , essas tábuas de argila, descrevem também com uma riqueza de detalhes o nosso sistema solar, e mais ainda, descrevem o Reino que existe em NIBIRU, com toda a sua complexidade nos termos de hierarquia e sucessão ao trono, exemplo que foi (e ainda é) seguido aqui em nosso planeta, basta um olhar mais atento sobre todas estas histórias e você percebe que todas essas culturas tem a mesma história, os mesmos "deuses" apenas com nomes diferentes, e os mesmos "céus", seja no judaísmo , islamismo, hinduísmo, budismo e por ai vai... Eu particularmente não creio em conhecidências, pois afinal seria muita conhecidência todos esses relatos tão parecidos, pra não dizer idênticos, na minha opinião não falam a respeito de mitos ou lendas, em minha opinião eles relatam fatos que realmente ocorreram, e que com o passar do tempo, de geração em geração acabou perdendo o sentindo original e ganhando uma roupagem espiritual. E o aspecto real dos fatos, foram transformados, em mitos e lendas.



4 comentários:

Aline Becker disse...

Ola Marcelo. Intereçante sua publicação salvou meu dia -estou escrevendo um livro q me da uma doooooor de cabeça com os detalhes e ele é sobre Céu, Inferno e mundo do meio. Por um acaso vc sabe onde posso encontrar algo relacionado aos setes degraus do inferno? Só acho os do Dante mas queria saber mais especificamente. Bom des d já vlw e abração

Evangelho Gratuito disse...

sim no livro sefer ha zohar de 23 volumes

Anônimo disse...

O Abismo, Ranieri.

Everton e Eli disse...

Poster muito bom. Parabéns!! Quem tiver curiosidade sobre a parte das religiões, lendas e mitos, fazer parte de uma mesma historia. Leia o livro: As Máscaras de Deus do escritor Joseph Campbell. explica direitinho essas ligações.